sábado, 24 de outubro de 2009

Tamo ffo(li)dido


Nem a energia aguentou


A fumaça surgiu da terra


A luz apagou



Nem a energia elétrica, que não é pouca, de Brasília agüentou. Com o a posse do ex-advogado (e somente isso) do PT, José Antonio Dias Toffoli, que já foi condenado em primeira instância por participação fraudulenta em licitações e depois de indicado ao STF teve a sentença modificada (claro que sem nenhuma pressão), uma subestação explodiu e deixou o Tribunal sem energia. E isso é apenas o começo.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Parábola atual sobre Judas e Jesus


Por mais uma obra do diabo Judas Iscariotes foi devolvido à Terra, ressurgindo num país da América do Sul chamado Brasil e numa cidade chamada Brasília num tempo em que o povo era governado por um presidente, marcado pela falta de um dedo e por suas parábolas estapafúrdias, cuja alcunha era Lula. Judas, como nada mais sabia fazer a não ser vender seus iguais, logo se interessou por política e tornou-se Senador. Com sua astúcia, chegou ao cargo mais alto do Senado e, mesmo sendo de um partido diferente de Lula, foi eleito presidente do Legislativo.

Judas sabia das coisas e Lula sabia que Judas sabia e, por isso, o apoiou. No Senado, Judas ajudava Lula e Lula ajudava Judas, num acordo de mútua proteção. Tudo funcionava bem e as manobras da oposição para apurar as irregularidades dos dois presidentes (do Brasil e do Legislativo) eram varridas para baixo do tapete e logo desarticuladas até que Lula resolveu que já estava na hora de colocar mais um personagem nessa aliança.

Chamou Judas ao seu gabinete e apresentou Jesus. Nada está confirmado, mas pelos corredores do poder em Brasília corre o boato que Judas já tentou subornar Jesus com trinta moedas de ouro para eleger um candidato da oposição à Lula nas próximas eleições.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

domingo, 18 de outubro de 2009

Identificando

No 4 do CPF

No 3/? do RG

Des eternizo