domingo, 15 de fevereiro de 2009

Chororô


O bandeira levantou
Errado
O gol salvador
Anulado
O árbitro apitou
Safado
E, eu, técnico,
Coitado
Pouso de desprotegido
Roubado
Num jogo de placar largo
Goleado

E a culpa é sempre do trio
Sorteado
Arbitrariamente
Escalado
Um poema de futebol para Cucas, Luxemburgos, Pintados, Silas, Muricis, Manos Meneses, Dungas, Leões e tantos outros técnicos de futebol que nunca perdem.

Um comentário:

Tiago disse...

Chora chora !!!!!!!!!

Abraço, Tiago