domingo, 31 de outubro de 2010

Paráfrase eleitoral

Nunca antes

Na história deste país

Tantos

Agradeceran tanto

A tão poucos

E por tão pouco.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Populismo

O populista é padeiro

Amassa, deforma

Depois, dá a forma

Conforma como deseja

domingo, 19 de setembro de 2010

Novo conceito de secador

No aniversário

prometi pra mim mesmo

jamais secar o adversário

que vença o melhor

mas que o melhor seja o oponente

sábado, 18 de setembro de 2010

Notícia triste

Em sábado de futebol e política no fim semana

Sinto-me só, frente à televisão

O futebol desencanta, a política me engana

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Bolsa Dilma

O povo vota

O povo escolhe

A gente

Pensante...

Encolhe

Refeição XXI

Estou comendo poesia

Poesia crua

Versos de fast food

Poesia sem cozimento

Sem tempero

Sem coentro

Poesia só de momento

Que enche, mas não sustenta

Poesia que não re_inventa

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

domingo, 24 de janeiro de 2010

Na esteira



No seu isolamento
O Homem corria
Mas não sabia
Que na correria
Parado, se ia
Solitário
Em mão única
Em sua vi(d)a

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Reflexos

O homem olhou para o céu

A sua imagem e semelhança

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Na dose certa

A felicidade é feito embriaguez

Não pode virar rotina

Se não ficamos doentes

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Nós, os jornalistas

Notici ando

Jornalismo não é feito com o fígado
Muito menos sem ele
Jornalismo é feito de digestão
Às vezes de vômitos
Feito do imediato
Do fato, fatídico
Do inusitado
Do nu
Revisto e revisado
Da meia verdade consumada
Posta na aposta
De informar
Jornalismo não é peça jurídica
Nem julgamento
Do puro acusar
Jornalismo é contar coisas
Coisas e mais coisas
Mas sempre contar

terça-feira, 19 de janeiro de 2010