segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Infortúnio

Ao doer-me a dor
Finjo tudo bem
Viro-me num ator

3 comentários:

Ricardo Rayol disse...

hum, o verso do meio me pareceu desnecessário.

Debbie disse...

E eu também!

Lu Cavichioli disse...

Tu és certeiro na escrita, seta no alvo.

Muito bom! Há muito não lia algo tão forte!

Tens a força Drumondiana.
abraços da Lu