domingo, 21 de junho de 2009

Parábola de Jesus


Da esquerda para a direita, Gilmar Mendes, presiente do STF (até não morrer, depois pode querer ser deus, ou será que já não é?), José Sarney, presidente do Senado (leiam o poema) e Luiz Inácio da Silva, e não Lula, (com todo o respeito que merece por ser presidente da República) ouvem as explicações de Jesus, que não está na foto porque não se fotograva mordomo, nem cozinheiros ou costureiros.

E Jesus disse a Rosena:
Me dê a grana
Que te servirei
Como a teu pai
Feito um rei
De todos, mordomo serei,
Ave, Sarney”
Clique nas palavras sublinhadas para ler as notícias.

Nenhum comentário: