sábado, 24 de janeiro de 2009

Tem gato no Bolsa

Billy é o nome

Mas não de home

É alcunha de um gato

De um felino esperto

Que com dinheiro some

E põe no bolso

A parcela da bolsa

Bolsa Família do pobre

Billy é um gato nobre

Registrado com sobrenome

Silva Rosa

Com endereço de home

Todo prosa

Recebia do governo

Uma parcela mensal

Billy da Silva Rosa

Agora quer Bolsa Animal




Veja a notícia veiculada no Diário Catarinense do dia 24 de janeiro de 2009

FRAUDE

Billy, um gato com quatro anos de idade, foi cadastrado no Bolsa Família como Billy da Silva Rosa, e recebeu durante sete meses o benefício do governo, R$ 20 por mês, no município de Antônio João, a 377 quilômetros de Campo Grande (MS).A descoberta aconteceu quando o agente de saúde Almiro dos Reis Pereira foi à casa convocar Billy para a pesagem obrigatória no posto de saúde, conforme exigência do programa, e a dona da casa disse ao agente: “Mas o Billy é meu gato”.
Ela não sabia que o marido, Eurico Siqueira da Rosa, coordenador do programa no município, na divisa com o Paraguai, recebia o benefício do bichano e de mais dois filhos que não existem. As “crianças” recebiam mensalmente R$ 62 cada desde o início de 2008, quando Eurico assumiu o cargo.
O golpe foi identificado em setembro do ano passado, quando os três beneficiários estavam sendo convocados pela emissora de rádio da cidade para comparecerem ao posto de saúde. Eurico ouviu o apelo e tentou consertar a fraude, retirou o gato do cadastro e colocou o sobrinho Brendo Flores da Silva. Foi descoberto, exonerado no início desta semana a bem do serviço público e está sendo processado pelo Ministério Público Estadual.

Um comentário:

Escrevendo na Pele disse...

É pra rir ou pra chorar? Infelizmente estamos num redemoinho de sórdido animais. Repugnante!!