quarta-feira, 16 de abril de 2008

Que o Direito seja pelo direito

Os arquitetos da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), sob a chancela do sub-procurador Geral da República, Cláudio Fonteles, que desde 2005 quer impedir a pesquisa com células-tronco embrionárias no Brasil através de ação no STF, já concluíram o modelo de acesso dos portadores de necessidades especiais às igrejas do país (ver esboço abaixo). Os equipamentos devem começar a ser implantados assim que o STF vote pela inconstitucionalidade do artigo 5 da Lei de Biossegurança. Atualmente a votação está parada por pedido de vistas do ministro Carlos Alberto Menezes Direito. Só cabe esperar que o ministro vote pelas vidas de milhares de pessoas que podem ser salvas com as pesquisas. Que vote DIREITO.



Pela liberação imediata das pesquisas com células-tronco embrionárias para que muitos não tenham que, a cada acordar, pensar esse cadafalso.



5 comentários:

Anônimo disse...

Deus é pai, Deus é amor...
Sempre aprendi isso. E não acho que quem me ensinou estava errado.
E por isso não há de querer que o homem, "obra sua", seja "colocado no lixo" em detrimento de outras obras suas. Se não for assim, que Deus é este?
A igreja, que á coisa humana, portanto sujeita a erros, tem que pensar nos vivos, que são o seu suporte.
Sou católica e não posso acreditar que o Deus em que acredito deu ao homem o poder da pesquisa para não usar em favor de sua obra...
Ass. Maria Luiza.
PS.: Gostaria que o Bispo Primaz do Btrasil lesse ebte comentário.

Anônimo disse...

Santa Igreja, igreja mesmo, não, igreja é o homem,o problema está nos Padres, bispos e sei lá quais outros nomes, que cientificamente não evoluíram, por eles, o munda ainda estaria sendo o que a imagem reporta, ao século XV, XVIII sei lá, Um beijo! Tita

Anônimo disse...

A questão é que tudo evoluiu, menos a igreja católica. E caríssimos deficientes tomem cuidado se tiverem que subir nesta rampa, pois a madeira poderá romper devido ao tempo existência, assim como o catolicismo.
Maristela

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Ah! Essa Igreja que queimou as mulheres sábias na fogueira, até santas como Joana D'Arc. Essa Igreja que se opôs a ditadores cruéis.Essa contraditória Igreja Católica. Por essas e outras, larguei de ter religiões, muletas. Não sou mais uma defiente espiritual. NUNCA MAIS! A luta dos deficientes físicos é mais do que justa e deve continuar.Abraços, amigo! Tamos lá, esperando essa inteligência e determinação no nosso bloguinho...um dia, vou entrevistar o jornalista Chiko!Rssss.Vanuza

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Volto aqui com muita determinação e ADERINDO SERIAMENTE À LUTA DOS DEFICIENTES FÍSICOS, mesmo sendo uma mulher humilde, sem VOZ na mídia. Tenho uma pessoa muito querida com uma deficiência leve na mão que passou por alguns problemas, mas mesmo que não tivesse, pelo meu perfil humanista, nunca deixaria de assinar embaixo dessa justíssima reivindicação. Que a CNBB e todos os órgãos de PODER NO BRASIL, façam o mesmo. Chiko, tamos aí! Pode me chamar para qualquer causa, sendo justa e de DIREITO, essa doidinha aqui tá dentro! Rssss. Tua amiga DO CORAÇÃO, Vanuza (obrigada por ter me add na tua maravilhosa BLOGUESIA, mas me explique como te add...ihhhh, já comecei a ficar chata!)°°°FUI°°°MAS VOLTO°°°