segunda-feira, 5 de maio de 2008

Licença poética

Uma licença poética de um flamenguista apaixonado

Uma vez Flamengo
Sempre Flamengo
Flamengo sempre

Eu hei de ser

O mais bem escrito poetrix que já vi.

Na ilustração uma brincadeira com a capa do filme " Pelé, eterno".
Eterno hoje, só Obina.

4 comentários:

Ricardo Rayol disse...

ahahahah isso que eu chamo de flanático

Anônimo disse...

colocar o obina na foto do Pelé ? Essas antarticas tã te sequelando, um abraço, Mauricio

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Essa torcida flamenguista deixava meu pai doente, ele era vascaíno e eu desacreditei...deixa pra lá, sou tua amiga!Rs

Lia Noronha disse...

Chiko: sou botafoguense...mas fostei do seu blog!!!
Obridgada pela carinhosa visita ao meu modesto Cotidiano.
Vou te linkar por lá...ok?